VOLUME DEMAIS?!



       Volume demais, que causa problemas demais... Depois de um tempo sem escrever, resolvi partir de uma polêmica que aconteceu em um dos diálogos de nossa equipe MBP RJ.  Conversávamos sobre a dificuldade que as pessoas têm ao olhar nossos cabelos crespos e cacheados sem que haja aquele pensamento básico de que "ele está bagunçado". Compreende-se por cabelo crespo e cacheado um tipo de folículo capilar mais volumoso devido seu peso e forma, que pode ser um cacho mais delineado ou mais achatado, o estilo molinha (aqueles cachinhos pequenos que não alcança cumprimento na mesma facilidade). 
     Com essa múltipla característica que cada mulher acaba desenvolvendo, foram formados hábitos diferentes para cuidar e manter nossos cabelos de acordo com o que chamamos de "arrumado". Jeitos esses que envolvem pentear o cabelo com a mão ou garfos, aplicar umidificadores para definir melhor o cacho, usar mousses e géis para dar mais movimento (e volume também, por que não?), várias receitas caseiras e etc. Percebe-se que o problema da nossa cabeleira não está sendo com os seus cuidados mas a aceitação da sua naturalidade pelas pessoas que possuem (ou não) seus cabelos "de nascimento". Elas acabam querendo nos julgar e discriminar dentro de escolas, hospitais, restaurantes, multiempresas, escritórios de direito, administração e engenharia, locais onde passam as diversas classes sociais, e que acabam infelizmente se adequando a um padrão que não condiz com a realidade em torno dessas estruturas físicas. 
       Nas ruas que formam nossos bairros, cidades, estados, podemos notar que o brasileiro, definitivamente, não nasceu para ter seus cabelos esticados, e sim para ser aceito da forma que foi concebido. Pena que esse tipo de compreensão ainda está longe de ser discutida de forma transparente e pública dentro dos espaços de trabalho e formação, mas é através de textos como o que escrevo aqui que trazemos a questão para repensar a forma com a qual julgamos e condenamos crianças, jovens, homens e mulheres negras por estarem se libertando de um pensamento colonizador e dominante, e que quando escolhem ser elas/eles mesmas (os), acabam fraquejando. Esse texto não é contra você que alisa, que usa permanentes ou até mesmo raspa a cabeça com medo de que o que é seu seja exposto... É mais um desabafo e até uma forma de refletir sobre como estamos julgando pessoas, tanto próximas quanto distantes, sem saber a história que há por detrás de seus cabelos.
       Te dedico, Jessyca Liris. E parabéns por se tornar essa mulher liberta, espero que você não seja alvo de pontas afiadas, mas espelho de consumo para muitas mulheres que almejam sua coragem.



This entry was posted on 31/10/13 and is filed under ,,,,,,. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

15 Responses to “VOLUME DEMAIS?!”

  1. Naaat, sua linda ! :x
    Muito, muito, muito obrigada.

    ResponderExcluir
  2. Bem verdade. Trabalho prestando serviço a um Órgão Público e inúmeras vezes já me deparei com os comentários: "Posso tocar?", "porque você fez isso com o seu cabelo? você era tão bonita", "cabelo da nega maluca." Infelizmente essas pessoas não compreendem que usar o meu cabelo natural vai além de um corte, vai além da estética, do modismo, como alguns falam. É a minha autoafirmação como afrodescendente, é o meu deixar de me importar com a opinião dos outros e pensar só em mim, no que me importa. Amo os meus cachinhos, dão trabalho as vezes, mas não os trocaria por cabelo alisado nenhum no mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Continue resistindo. Você nos representa! Obrigada pelo comentário.

      Excluir
  3. Eu passo muito tempo à procura do shampoo, condicionador, leave-in, gel e máscara perfeitos...mas, sinceramente, depois de um tempo eu vi que o defeito tá dentro da minha cabeça. Nada do que eu comprei nunca foi milagroso, então cheguei a conclusão de que eu só vou encontrar o produto perfeito quando eu achar meu cabelo lindo de QUALQUER JEITO.

    Adorei o post e admiro muito o blog.

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que linda sua visão, Sara! É nisso aí que acreditamos.
      Muito obrigada pelo comentário e carinho.

      Excluir
  4. Si aceitar, esta é a melhor das condições!! e deixa o povo olhar kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O importante é sabermos quem somos e o motivo de escolhermos ser quem somos. Exatamente. Obrigada pelo comentário.

      Excluir
  5. ótimo texto :) eu venho pensando nisso ultimamente e o olhar das pessoas sobre o meu cabelo um dia foi tão forte que me constrangeu,sempre acham que ele não está arrumado a maioria das pessoas ou vem me indicar um produto que abaixa o volume ou defina mais os meus cachos,perguntam porque não dou uma relaxada na raiz para soltar os cachos e eu falo - Não quero,eu gosto dele assim e estou muito bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maravilha saber que você se posiciona, flor. Obrigada!

      Excluir
  6. Muito Boa esta reflexao... Muitos Falam , mais no fim todos querem um igual ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato! Acreditamos que o certo é aceitar os diferentes.

      Excluir

Obrigada por comentar!