MULHERES PRETAS QUE MOVIMENTAM #11 - KATIÚSCIA RIBEIRO

por Karina Vieira
Foto: acervo pessoal
       Professora de Filosofia, poetisa, formadora, educadora. Katiúscia Ribeiro é mulher preta em essência. O sentido de comunidade que tento resgatar em vida foi ela que me ensinou. Essa foi uma das entrevistas mais aguardadas por mim e sabem a pergunta que estou fazendo sobre a mulher preta que todo mundo deveria conhecer? Ela é uma das minhas respostas. Não se sai de um a conversa/bate-papo/diálogo com a Katiúscia sem uma troca rica e engrandecedora. Poderia ficar rasgando muitos elogios para ela, mas paro por aqui pra vocês conhecerem melhor.

MBP - Quem é você? 
Katiúscia Ribeiro - Mulher preta de Asè , de luta preta em luta preta!

MBP - Como se deu a descoberta da sua negritude?
KR - Venho de uma família de militância preta. Meu avô era da Frente Negra Pelotense, me levava em reuniões desde de criança; minha mãe, ativista potente, deu conta de continuar essa luta. Aos 15 anos de fato soube o quanto era fundamental lutar para não esvair em dor racial. Meu primo/irmão aos 19 anos foi violentamente assassinado pela polícia, por ser - como em tantos outros casos - "confundido com um bandido". Ao ver seu corpo preto no necrotério e os fortes gritos de minha mãe, percebi que era necessário reagir para não morrer... A ele e por ele persisto. (Ainda dói...) A cada segundo respiro a força de nossos ancestrais para permanecer e prosseguir.

MBP - O que te levou a escolher a sua profissão?
KR - Minha profissão não foi escolhida por mim. Passei no vestibular em Economia, porém fiquei doente e perdi o prazo de inscrição. Tive que entrar nas vagas ociosas com a pretensão de trocar para a primeira opção depois de um período, no entanto cada tentativa de troca foi totalmente sem sucesso e nesse percurso o amor à Filosofia foi se consolidando. Fui vendo nessa uma arma potente na libertação preta. Hoje agradeço aos ancestrais por frustrar todas as tentativas de mudança de curso. Estou e sou realizada nessa escolha. Creio ela foi feita por eles.

Foto: acervo pessoal
MBP - Como foi o caminho da sua graduação?
KR - Difícil e pesado... Mas consegui concluir no tempo preciso.

MBP - Quem são as pretas e pretos que te inspiram?
KR - Qualquer preta e preto que sobrevive a essa masmorra mental de dominação a qual fomos submetidos me inspira... Todos os meios utilizados na busca de nossa emancipação servem como combustível motivacional. "Por todos os meios necessários", como disse Malcolm X.

MBP - Quem é aquela mulher preta que você conhece e quer que o mundo conheça também?
KR - A preta que respira o ventre africano.

MBP - Na sua trajetória profissional o quanto avançamos e o que ainda temos que avançar? 
KR - Cada tijolo colocado é fundamental e preciso. Muito temos que trabalhar e solidificar essa muralha. Me alegra saber que muitos sacos de cimentos já foram utilizados para construção desse muro de resistência, no entanto ainda não está na hora de pausar e respirar. Precisamos continuar a erguer essa muralha preta.

MBP - Como você lida com a sua estética negra?
KR - Tenho um cuidado diário comigo. Entendo que o fortalecimento da estética faz parte desse ato de amar-se a si que o racismo luta para neutralizar. O fortalecimento de nossa autoestima nos renova enquanto seres africanos.


MBP - O que é representatividade pra você?

KR - Só digo: "representatividade importa e muito". Ao olhar o outro, é minha imagem refletida , meu espelho preto.

This entry was posted on 26/07/16 and is filed under ,,,. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

2 Responses to “MULHERES PRETAS QUE MOVIMENTAM #11 - KATIÚSCIA RIBEIRO”

  1. Me emocionei lendo está entrevista, lagrimas estão dançando nos meus olhos...agora escorreram...só quem é preta pode sentir td isto que ela colocou. Nossos papos sempre foram abertos e trocados com muita liberdade de opiniões. Amo está mulher preta, minha referência neste assunto. Bjs Kukuta linda.

    ResponderExcluir
  2. Gratidão as irmãs do Meninas Black Power ...
    Sou pq vocês existem ... Sou pq somos Afreeka!! É dai que parte nossa força e resistência ... Somos raiz que se nutre em coletivo,reagimos em manada preta .Respiro a essência Afreekana , oxigênio que herdei dos meus ancestrais.
    "Tentaram-nos enterrar, mas não sabiam que éramos sementes.
    " ‪#‎Ubuntu‬ ... Asè <3 Katiuscia Ribeiro

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!