ENTRE NÓS - INDICAÇÕES DE LIVROS DE PRETA PRA PRETAS

por Karina Vieira

      Ontem comecei a ler Guerreiras de natureza: mulher negra, religiosidade e ambiente. Uma fala de Mãe Beata de Yemonja me atravessou: "gotas de água juntas se transformam em chuva". Postei sobre isso em minha página pessoal e algumas meninas (Evy Gonçalves, Maiara Lima e Jéssica Martins) pediram uma listinha de indicações dos livros que fazem diferença ler. Lá vai com bônus de 5.

1. Um defeito de cor - Ana Maria Gonçalves 

Meu livro de cabeceira, já dei ele de presente diversas vezes e está sempre presente em minhas indicações pelo simples motivo de: se você quiser entender um pouquinho da vida das nossas ancestrais, está aí uma oportunidade sem igual. Ana Maria Gonçalves escreve como poucas. Muito amor.

2. Americanah - Chimamanda Ngozi Adichie 

Ifemelu ❤. É a síntese de várias de nós... Nas descobertas capilares, nos desejos internos, nos conflitos que nos fogem, nas escritas intrínsecas e no racismo sofrido cotidianamente. 

3. Guerreiras de natureza: mulher negra, religiosidade e ambiente - organizado por Elisa larkin Nascimento
Com textos de Lélia Gonzalez, Sueli Carneiro, Beatriz Nascimento e muitos outros, Guerreiras faz uma costura primorosa entre ancestralidade, sagrado e mulher negra. recomendação pra estudos e pra vida.

4. Olhos D'água - Conceição Evaristo 

Ler Conceição é quase como ouvi-la falando baixinho. Sabe vó quando penteava nossos cabelos, quando sentávamos no chão, entre suas pernas? É isso. Os contos são duros, violentos, potentes porém recheados de uma doçura e de uma delicadeza que só Conceição Evaristo tem. Prepare o seu coração.

5. Utopias de nós desenhadas a sós - Ana Luiza Pinheiro Flausina

Me apaixonei pela Ana Luiza ao ouvi-la no Seminário Encrespando 2016 que fizemos na PUC-RJ. Poder, eu não consigo pensar em outra palavra pra descrevê-la. As histórias de seu livro seguem essa mesma descrição... Potência, empoderamento, beleza e muita fúria. Apaixonante.

6. Quando me descobri negra - Bianca Santana 

Bianca Santana é de uma delicadeza que me encantou quando a conheci, porém conheci muito mais dela ao lê-la... Quando me descobri negra é um misto de estórias, com histórias e partos, pois sabemos enquanto mulheres negras, que cada história de racismo vivida é como um dor que só sai a força. Micro-histórias com ilustrações incríveis de Mateus Velasco. É uma lindeza só. 

7. Mulher negra homem branco - Gislene Aparecida dos santos 

Gislene pega contos clássicos como Patinho Feio, Cinderela e Gata Borralheira e faz um paralelo com as dores do racismo, a negação do próprio corpo, a mutilação física e psíquica que nós, mulheres negras, muitas vezes passamos até a construção da nossa identidade. Usei na minha monografia e levo pra vida.

8. Racismo, sexismo e desigualdade no Brasil - Sueli Carneiro

Rainha, né, mores? Sueli Carneiro reúne nesse livro uma série de artigo publicados no Correiro Brasiliense entre 1999 e 2010, mostra com dados e estatísticas como e por quais meios o racismo segue tentando nos exterminar dia após dia. Também usei na monografia.

9. Entre o mundo e eu - Ta-Nehisi Coates 

Um dos melhores livros que li em 2015. Ta-Nehisi Coates escreve para seu filho de 15 anos sobre como o racismo age de forma a atacar principalmente o corpo negro e as consequências de ser negro nos dias de hoje. Pungente e apaixonado, me deixou apavorada ao constatar que seja lá nos EUA ou aqui no Brasil, o nosso corpo é alvo. O tempo todo.

10. Se liga no som: as transformações do rap no brasil - Ricardo Teperman  

Ah, o rap! Esse danado ❤. Essa indicação é pra ficar por dentro da cena do rap no brasil, como surgiu, quem foram seus expoentes, qual legado, quem tá na pista hoje e que caminhos o rap ainda vai trilhar. De Racionais a Dalasam. Esse livro é aula.

Prontinho, Meninas. E vocês, o que estão lendo? Já leram esses? Estamos aqui pra trocar! Enviem suas impressões e indicações. 
Vamos adorar saber. Beijos!

This entry was posted on 02/03/16 and is filed under ,,,,,,,. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

5 Responses to “ENTRE NÓS - INDICAÇÕES DE LIVROS DE PRETA PRA PRETAS”

  1. Olhos D'água é maravilhoso♥
    Obrigada pelas demais recomendações.
    Beijo grande ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por comentar! Amamos a Dona Conceição e é um prazer saber que você curtiu a obra, Cristina. Beijos!

      Excluir
  2. Oi, Karina, adorei as indicações.
    Dessas aí eu só li a Chimamanda.
    Eu li recentemente Pretexto de Mulheres Negras. Escrevi até sobre ele no meu blog. Se quiser dar uma olhada... https://marginalmentefalando.wordpress.com/2016/04/06/mjibas-as-jovens-revolucionarias-e-seus-pretextos-de-mulheres-negras/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótima indicação, Steffany! Obrigada por prestigiar nosso post e parabéns pelo excelente trabalho. Beijos!

      Excluir
  3. Gostei das indicações. Algo que tenho lido e estou gostando muito é a revista eletrônica Afroelle.Esta em inglês mas para ter acesso a essa revista e muitas outras, basta baixar o aplicativo Issu no Play store.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!