SANKOFA

por Maria Fernanda

Foto: Ariana Faye
        Adinkra é um conjunto de símbolos gráficos de origem dos povos Akan, da África ocidental, sobretudo do Gana e parte da Costa do Marfim. Cada adinkra tem um significado complexo, representado por ditames ou fábulas, expressando conceitos filosóficos que tradicionalmente aparecem estampados com tinta vegetal em tecido de algodão usados em ocasiões fúnebres ou homenagens. Constitui uma arte nacional de Gana com mais de oitenta símbolos¹. 
        O Sankofa é representado por um pássaro voltado com a cabeça para trás. Tem uma conotação simbólica de recuperação e valorização das referências culturais africanas. "Voltar e apanhar de novo aquilo que ficou para trás"; ou seja, "voltar às suas raízes e construir sobre elas o desenvolvimento, o progresso e a prosperidade de sua comunidade, em todos os aspectos da realização  humana" (Glover,1969).
Fonte: Tumblr
    Quando a mulher negra, que passou anos sendo subjugada pelo padrão estético branco, toma consciência da sua negritude e desperta para toda beleza que existe em ser mulher preta, não admite mais ser submetida a processos de embranquecimento. Assumir as características desta negritude que se expressa em nossos traços, no cabelo crespo, é voltar às raízes, destruir toda representação negativa que existe dentro de nós e foi alimentada desde a infância pela estrutura social racista, construir nossa autoestima com base na beleza refletiva no espelho.
        Acredito ser fundamental para o fortalecimento da autoestima ter outras mulheres como espelho. Olhar para quem é "igual" ajuda na caminhada que por muitas vezes é difícil, mas trás descobertas e  experiências maravilhosas de irmandade. Um exemplo é poder compartilhar a felicidade de ter conseguido sair à rua orgulhosa com seu  Black Power e não sentir-se acuada ao ouvir uma piada racista, receber elogios amorosos de homens ou mulheres pretas que enxergam quem você é.

¹ A Matriz Africana no Mundo. Larkin Nascimento, Elisa.

This entry was posted on 16/07/14 and is filed under ,,,. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

2 Responses to “SANKOFA”

  1. Escrevendo... Escrever é um ato. Um ato pode ser ato político. Um ato político por ser uma ideologia. Um ideologia pode ser de amor. Parabéns Maria Fernanda pelo resgate que fez de você mesma. Sankofa!

    ResponderExcluir
  2. Poxa, maninha Ceiça "anônimo" kkk... Obrigada pelo link. Eu to adorando estas meninas black power. Gostei do que falou sobre adinkras e o link deste texto me ajudou um pouco mais, com a indicação do livro: queria agradecer à autora. Beijo pras meninas blackpower e pra você também.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!