NATURALMENTE NOIVA - PARTE 2

por Élida Aquino

        Fechando com muito carinho nossos posts sobre um dos meses mais românticos e cheios de sonhos do ano, hoje vamos conhecer a Rebeca Brito, idealizadora do blog Negras no Altar. Confiram abaixo tudo sobre esta ideia linda que atende diretamente noivas negras.

MBP  - Vamos começar contando sobre como surgiu o Negras no Altar?
Rebeca Brito - Em 2012, uma amiga que conheci na faculdade (sou formada em Ciências Sociais, pela Universidade Federal da Bahia) resolveu casar. Passamos a procurar em sites inspirações para o casamento dela, pois não sabíamos nada sobre como organizar um casamento. Depois de olhar uma dúzia de sites, nos perguntamos: cadê as noivas negras, as mulheres negras não casam? Procurei incansavelmente sites aqui no Brasil que fizessem referências para noivas negras e não achei nada substancial. Mesmo sem nada saber sobre o assunto falei para ela que criaria um blog para noivas negras, não só para incentivá-la com o casamento, como também ajudar outras noivas. Assim surgiu o blog, com o objetivo de ajudar as noivas negras nos preparativos do casamento e, também, elevar a autoestima destas mulheres. Não foi uma coisa muito planejada. O blog foi crescendo e surgiram mais leitoras interessas no assunto; além disso, com o tempo chegaram outras meninas para colaborar com o blog.

MBP - Então há um time! Quem participa e porquê?
RB - Além de mim, a equipe do blog conta com o apoio de mais três mulheres [e abaixo vocês conferem o que cada uma delas diz sobre o projeto que tocam juntas].

Annanda Baptista, formada em Arquivologia, do Rio de Janeiro.

Laís Braz, jornalista, de Brasília.

Michelle Veríssimo, jornalista, de São Paulo

MBP - Como acontece a criação de conteúdo direcionado pra mulheres negras que estão noivas? 
RB - Sempre que precisamos ilustrar alguma coisa, as imagens que utilizamos como referência são obrigatoriamente de mulheres negras. Se postamos alguma música, a cantora ou cantor devem ser negros. Se falamos de artistas, vamos falar sempre de artistas negras. A representação simbólica é muito importanteA equipe tem liberdade de produzir conteúdo. Já que moramos distante, nos organizamos por e-mail. No começo do blog procurávamos entre nossos contatos mulheres negras que tivessem casado ou iam casar para elaborarmos as matérias, também procurávamos material com fotógrafos e fazíamos pesquisa em inglês para achar conteúdo de referência. Ultimamente ficou bem mais fácil, pois 80% do conteúdo são noivas que nos enviam por e-mail ou por mensagem no Facebook.

MBP - Ótimo saber que existem mídias que se preocupam em cebtralizar mulheres como nós. Qual o maior desafio de produzir conteúdo para este público?
RB - O maior desafio de produzir conteúdo para noivas negras é a responsabilidade de ser referência para essas mulheres. Nós somos a referência, então precisamos levar o melhor conteúdo, com a melhor qualidade, com a maior disposição. O contato diário com o público faz você entender como o universo dos casamentos funciona. É tudo muito dinâmico. É preciso conciliar as tarefas pessoais com as tarefas do blog. Responder a todos e-mails, mensagens, em tempo hábil, de forma sincera e útil, porque as leitoras que chegam até o blog criam expectativas em relação ao nosso trabalho e estão sempre querendo mais novidades direcionadas a esse público. Então é preciso dar o nosso melhor, todos os dias.

MBP - E externamente? Como identifica a produção voltada pra este mercado consumidor (mulheres negras que vão casar) atualmente? 
RB - A produção do mercado de casamento no Brasil voltada para noivas negras é quase inexistente. Dificilmente você encontra nas revistas, nas feiras de noivas, nos desfiles do segmento, mulheres negras em foco. É como se essas mulheres não existissem para o empresariado do ramo. Só que nós existimos, nós consumimos, nós também casamos. Essa invisibilidade é reflexo do racismo existente em nossa sociedade, mas nós precisamos combatê-lo diariamente e enegrecer todos os espaços: ocupar as universidades, a mídia, os cargos de alto escalão, criar nossas próprias empresas, nossos canais de informação, etc.



MBP - Quais são suas principais dicas para noivas negras, especialmente as crespas?
RB - Algumas noivas crespas ficam receosas de casar com o cabelo natural, sentem-se inseguras em relação a opinião dos outros, ou se "cabe" casar com o cabelo crespo. Minha dica é: não tenha vergonha do seu cabelo, de sua identidade. Case linda e crespa. Tenho certeza de que você não vai se arrepender depois, quando ver o álbum de fotos. Noivas de cabelos crespos podem optar, além do cabelo solto, por coques e tranças aliados aos acessórios, como véus, voilette, flores, arranjos de strass, entre outros. Procure fazer o penteado antes do casamento para ter certeza de que a escolha realmente te agrada. Uma outra dica é em relação à maquiagem. A noiva deve procurar um profissional que saiba maquiar pele negra. É preciso fazer a prova da maquiagem antes do casamento, além de fotografar o resultado, pois essa etapa é importante para perceber se a maquiagem está natural, sem deixar o rosto mais escuro ou mais claro, mas sim no tom ideal. Para noivas em transição a dica fica por conta da Michelle (colunista do blog) que casou na transição: "Marquei o casamento para o mês de Outubro e por volta de Julho resolvi assumir o crespo. Porém, como estava correndo atrás de várias coisas ao mesmo tempo e trabalhando muito, eu não tive muito tempo para me dedicar a transição. Além disso, não havia divulgação de muitos salões ou profissionais que pudessem me orientar. Me sentia perdida e em todos os salões que fui para fechar o dia da noiva ou não sabiam o que fazer com meu cabelo ou sugeriam alisamento e por insegurança usei aplique. Porém, após todo o período de festa e correria eu assumi definitivamente o meu cabelo e estou muito feliz. Confesso que hoje me arrependo um pouco de não ter casado de Black Power."

MBP - Conta um caso que te marcou entre as noivas que já onheceram?
RB - Acho que quase todas as histórias me marcam. Geralmente, as noivas falam em depoimento sobre a importância do blog nos preparativos, como foi útil a nossa ajuda... Esse retorno não tem preço. Sem falar nas mensagens que trocamos através do Facebook, nos incentivos recebidos, o que nos motiva a fazer o melhor para nossas leitoras. Outra coisa que marca são as mensagens contando sobre a dificuldade para encontrar profissionais, principalmente de cabelo e maquiagem, são queixas frequentes. Além disso, em alguns casos as pessoas próximas costumam dizer mensagens negativas para as noivas, o que afeta muito a autoestima delas. Dizem que o casamento não vai dar certo, que é uma grande besteira, perda de tempo, por exemplo. Quando nos relatam isso, procuramos levar mensagens positivas para essas mulheres para que elas acreditem que elas podem realizar o que quiserem, inclusive sua opção de casar.

MBP -  Onde encontrar vocês?
RB - Para acessar o blog, o endereço é: www.oblogdanoivanegra.com.brNossa Fanpage: http://facebook.com.br/oblogdanoivanegraGrupo de discussão para noivas negras: https://www.facebook.com/groups/noivasnegrasInstagram: @negrasnoaltar. Temos também um aplicativo que integra todas as nossas redes sociais, para baixa-lo gratuitamente é só acessar: http://app.vc/negrasnoaltarE para entrar em contato, enviar fotos, depoimentos, sugestões, nosso e-mail é: contato@oblogdanoivanegra.com.br.

       Elas são sensacionais, né?! Acho incrível o quanto ajudam e dão força. Abaixo vocês podem ver algumas das noivas que já apareceram por lá. Passem sempre no Negras no Altar, Meninas!
Noiva: Rosani Matoso | Foto: André Frutuoso e Fafá Araújo | Post

Noiva: Kátia Santos | Foto: Juan Cogo | Post

Noiva: Quenia Lopes | Foto: El Grego photography | Post

Noiva: Aruana Rosa | Foto: Kauhan Teixeira | Post

Noiva: Nanda Lisboa | Foto: Maria e João e Girlene Borges | Post

This entry was posted on 04/06/14 and is filed under ,,,,. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

Leave a Reply

Obrigada por comentar!