Shonda Rhimes, Ivonete Cândida de Paula e a militância

Por Aída Barros

Imagem: Google
     
      Aproveito-me indevidamente da genialidade de Shonda Rhimes para falar desse evento lamentável, vergonhoso que aconteceu na última quarta-feira (14/05) com Ivonete Cândida de Paula. Mulher, negra e há 26 anos funcionária da Padaria Ipanema, Visconde de Pirajá, Rio de Janeiro, nossa "caoticidade". Ivonete saiu de seu local de trabalho algemada por se recusar a pedir desculpas a uma cliente sob ordem de um policial, também negro, só para constar. 
   Shonda é uma das mais incandescentes roteiristas do cenário americano contemporâneo, portanto, mundial. Das mãos dessa criadora NEGRA e GORDA, ou seja, uma pessoa absolutamente fora dos padrões que os boçais consideram possível à produção de ouro, saíram Scandal e Grey's Anatomy. Duas das produções mais vistas no frenético universo do entretenimento internacional. Detalhe: as séries estiveram no ar ao mesmo tempo! Um feito! 
       Pois bem, Shonda é dos autores atuais a que mais tem atores negros trabalhando em produções televisivas. Não, isso não é por acaso! Apesar de a justificativa de Rhimes para essa constatação ser muito simples - Eu não entendo como as pessoas não entendem que o mundo na televisão deve se parecer com o mundo fora dela – o fato é o seguinte: Shonda é MILITANTE no seu fazer do dia a dia. 
         Shonda faz questão de escalar atrizes negras como protagonistas de suas 
criações. E não sente orgulho por isso! Ela simplesmente faz! Kerry Washington esteve brilhante em Scandal e Viola Davis estreia como forte promessa em How To Get Away With a Murder, mais um lançamento promissor da negona. Isso é atitude, inteligência usada em favor do combate ao preconceito contra o negro, a mulher, o homossexual e aos estereótipos! E mais, em Scandal, o Chefe de Gabinete do Presidente da República dos Estados Unidos é assumidamente gay! 
Não sou nenhuma entendedora de séries americanas, mas acho Shonda simplesmente extraordinária! Shonda não levanta cartazes, não sei dela aderindo à campanhas, mas no seu fazer, com o seu talento, ela injeta a mulher e o homem negro dentro da casa de milhões de pessoas em desenhos poucas vezes imaginados: É a Olívia Pope, linda, preparada, corajosa, habilidosa, um crânio quando o assunto é inteligência estratégica; uma mulher formidável para quem o Presidente dos Estados Unidos, literalmente, se ajoelha. Isso É militância! 
         Eu vivo batendo na tecla de que cada um pode lutar no seu fazer do dia a dia. A cabeleireira eleva a estima da negra que chega ao salão com o dinheiro contado e o cabelo carcomido pela soda cáustica do relaxante impiedoso; a educadora consciente que apresenta conhecimento ao neguinho que acha que a única coisa boa faz na vida é a dança do passinho! A atriz que não conforma ou se satisfaz só porque está fazendo - pela terceira vez - o papel de amiga da atriz branca do segundo escalão. O sambista não só se respeita como entende seu papel na continuação do legado do samba e não anda por aí sorrindo com as canjicas a mostra, se vendendo por pouco: tal qual pai João! Isso é militância!
       E eu? O que eu faço? Eu milito escrevendo! Me posicionando violentamente na palavra contra acontecimentos como esse, que levou a funcionária que trabalhou por VINTE E SEIS ANOS na Padaria Ipanema e que foi levada ALGEMADA por falar de igual para igual com uma burguesa inconformada com a máxima: Nós não vamos nos calar mais, muito menos continuar a nos enxergar menores! Acabou! Eu repudio a atitude da Padaria Ipanema, que não teve na figura do gerente nenhuma atitude de defesa à funcionária, que teve 26 anos de sua vida dedicados a esta empresa! E, prometo na forma deste desabafo: Nunca mais ponho meus pés nesse lugar!

Aída Barros é jornalista, roteirista e Analista de Conteúdo Sr.

This entry was posted on 20/05/14 and is filed under ,,,,,. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

2 Responses to “Shonda Rhimes, Ivonete Cândida de Paula e a militância”

  1. Excelente! Até recomendei seu texto para o "blogueiras negras". É exatamente o que eu penso: encher de orgulho seus iguais também é militar pela igualdade racial. A gente faz isso quando é excelente profissional, em qualquer que seja a área. Shonda Rhimes sabe o que faz!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho e por também estar na luta, Lud! Beijos.

      Excluir

Obrigada por comentar!