EDUCANDO NOSSOS CRESPINHOS

Jaciana Melquíades e Matias Melquíades

       Em tempos de luta pela educação, precisamos pensar o papel do educador na sociedade, nos rumos possíveis pra educação formal escolar, mas precisamos pensar também no nosso papel de mães e pais, educadores cotidianos e incentivadores de nossas crianças. Ter um filho não é tarefa simples. Cuidar de uma criança requer dedicação total. Não devemos perder de vista que educar uma criança é formar uma pessoa autônoma. E que em determinado momento da vida, essa pessoa vai gerir suas escolhas, seus caminhos. Educar uma criança é forjar um adulto com o qual o mundo terá que conviver. Parece longe o tempo em que seu bebê será adulto, mas pense que educar é orientar a forma como essa pessoa verá o mundo e se relacionará com ele, e isso leva tempo.
        Pense nos desafios de crescer. Pense nos desafios de ser uma criança negra. Pense em todas as coisas que seu filho terá que aprender ainda. Pense em como todas as coisas que são obvias pra nós, não são pra eles. Calçar os sapatos, desejar bom dia aos vizinhos, gostar de estudar, escovar os dentes. Pense na entrega que devemos ter pra que possamos dar conta dos questionamentos, solicitações, choros, doenças, carências e felicidades dos nossos pequenos! Ser mãe, ser pai, é grande! Requer coragem! Requer entrega!

Marilza Xavier e Juliana Barauna

       Eu sou mãe e sempre penso na forma como estou conduzindo a minha relação com meu filho (um menininho negro lindo). Sempre penso na forma como ele vai se relacionar com o mundo e com ele mesmo. Ele é negro e infelizmente crescerá numa sociedade ainda racista. Ele precisa aprender a amar os cabelos crespos dele, o nariz largo, a mãe e o pai pretos que ele tem, mesmo a sociedade dizendo que são feios os seus traços e sua família.  Acho que compartilho do desejo de muitas mães quando admito que quero que ele seja saudável, forte, autônomo, inteligente, bem sucedido, responsável... feliz.

Dona Penha e Fabiola Oliveira

       Olhando essa lista de desejos, penso também que dá muito trabalho ser isso tudo. E educar essa pessoa que toda mãe e todo pai espera que um filho seja, requer coerência por parte de nós, educadores diários. Só ensinamos educação sendo educados; respeito ensinamos respeitando e autoestima se ensina também com exemplos. Temos que ser espelhos, exemplos, orgulho pras nossas crianças. Temos que dar conta do silêncio coletivo em relação ao racismo que existe. Uma cobrança pesada, eu sei, mas que não podemos recusar! Ser mãe, ser pai, é ter coragem. 


This entry was posted on 10/10/13 and is filed under ,,,,,,,,. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

8 Responses to “EDUCANDO NOSSOS CRESPINHOS”

  1. Disse tudo!
    Temos que ser exemplos!
    Criança principalmente, aprende com nossas atitudes. Muitas vezes não precisamos nem falar nada e elas já estão lá nos imitando!
    Sermos exemplos no ato de nos amar como somos, de mostrar pra sociedade nossa beleza e auto confiança...entre tantas outras coisas.
    Sou ansiosa pra ter um filho, quero muito ver como ele vai ser quando crescer, passar pra ele, tudo o que eu acredito...ensinar coisas boas...enfim.

    Sou fã do blog.
    Lindo texto!

    Beijo grande!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! e que esse blog seja sempre um espaço de troca entre nós!

      Excluir
  2. Lindo! Vivo uma realidade um tanto diferenciada: sou negra e mãe de um Lindo Menino branco! A vinda dele me fez reavaliar a forma que me via perante a sociedade como negra, jovem, mulher... Me questiono como criar um ser humano desprendido do racismo, a partir da realidade que ele vive.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tamires, nossos filhos precisam aprender os valores positivos da negritude, nossas crianças precisam aprender a ter orgulho dos pais e mães negros que tem, seja qual for a cor da pele de nossas crianças.

      Imagino que pra você, assim como é pra mim, deve ser muito duro ter a consciência de que seu pequeno crescerá num mundo racista. Mas tenho esperança de que seja possível ensiná-los uma lógica diferente!
      Vamos em frente (abrindo o melhor caminho pra eles)!

      Excluir
  3. Ter coragem. Tocou no ponto exato minha amiga. Coragem para educar, dizer não, formar um homem de bem para o mundo dando o exemplo em casa. Todos somos responsáveis, mãe, pais, irmãos, tios e tias, amigos. Temos sempre que nos preocupar com o exemplo que estamos dando para as nossas crianças.

    ResponderExcluir
  4. Tocou no ponto certo minha amiga. Ter coragem. Coragem para educar, dizer não, formar um homem de bem para a sociedade. Todos somos responsáveis por nossas crianças. Mães, pais, irmãos, avós, tios e tias, e temos que nos preocupar sempre em ser um bom exemplo em suas vidas.

    ResponderExcluir
  5. Linda, linda, linda, perfeita, disse tudo. Compartilhei.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!