MELANINA


Mais melanina
Muito mais melanina
Mais mulher, preta, menina
Descobertas pela retina de olhos maus
Nos fizeram de vítimas
Mas sobrevivemos ao final
Aqui estamos, além dos términos
Nosso suor intrépido quase mostra quem somos
Nosso furor imerso
Nos leva onde desejamos
Somos todas pele
Somos todas vida
Somos todas gosto
Saliva , cativa
Prende mentes
A outras sementes nativas
Somos verdade, maldade, poesia
Somos mulheres
Não somos qualquer
Somos mulheres pretas
Independente do que você quiser
Não somos vadias.
 

This entry was posted on 24/09/12 and is filed under ,,,,. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

Leave a Reply

Obrigada por comentar!