É A MINHA CARA - MICHELLE FERNANDES


   Nêgona linda do crespo lindo. É só olhar pra ela e ter certeza, mesmo sem nunca ter visto ou ouvido, que se trata de uma mulher forte, gente boa, estilosa e de opinião. Forma com Célio um dos casais pretos mais bonitos de se ver na rede, gente! Ok, agora podemos ver e ouvir pra confirmar tudo isso, já que ela acaba de tornar-se empreendedora em acessórios e estreiou essa fase junto com um canal de vídeos no YouTube. Michelle, aka Dona Krioula, assina a marca Boutique de Krioula, repassando panos lindos pra turbante e dicas perfeitas de amarrações pra encher nossos crespos amados de cor e mais beleza. Ela é, definitivamente, a nossa cara e está nos representando muitíssimo bem pelo mundo. Em seguida vocês conferem uma conversa que tivemos.

MBP: Como nasceu o interesse por turbantes?
DK: Eu sempre gostei de acessórios que valorizassem minha pele, meu cabelo, e no turbante vi a possibilidade de criar um estilo sem igual. Você tem infinitas possibilidades de amarrações, de ousar nas cores, eles combinam tanto para criar um look bacana do trabalho à balada, e te deixam com certeza super estilosa. Arrancando olhares.

MBP: Quais são as suas maiores inspirações na hora de amarrar um turbante? 
DK: A minha maior musa inspiradora é a diva Erykah Badu. Lógico que não uso os turbantes iguais aos delas, que são divinos, mas acho lindo e inspirador quando vejo as fotos delas de turbante! Outra que está arrasando também é a Solange Knowles, outra diva que a cada dia lança um turbante diferente. Fora isso, estou sempre vendo vídeos no youtube, páginas na internet que tratem desse assunto, etc.

MBP: Essas mídias são sempre muito úteis, né?! Indica alguma pra nós?
DK: Sim! Olha, tem várias páginas, mas uma brasileira é o canal da SoShopaholic, que além de falar de cabelos, ensina alguns turbantes legais e fáceis de fazer. Uma página inspiradora também é o Tumbrl da Turbanista, que alguns já conhecem. Lá sempre postam alguns turbantes divinos! Ah, agora tem minha página no YouTube. Vou sempre postar os turbantes que eu sei para todos! Quero ver todas as negas por ai de turbantes! [risos]

MBP: Página e canal que são ótimos por sinal. De onde veio a ideia de divulgar os turbantes pras Meninas?
DK: Então, eu sempre posto minhas fotos de turbante, e postando minhas fotos vieram as perguntas. Como eu fazia aquele tipo de amarração ou aquele outro. Na rua também, algumas pessoas já me pararam para me perguntar como eu fazia o turbante e se eu tinha algum canal no youtube para demonstrar, então, deixando a timidez de lado, resolvi fazer o canal no youtube e a página no Facebook, para que todas possam desfrutar dessa paixão também.

MBP: Turbante está intimamente ligado ao cabelo. Como é a história do teu crespo?
DK: Bem, como a maioria das crespas, cresci a base de alisante de cabelo e ferro quente. Depois inventaram a famosa escova progressiva. Fui adepta deste mundo até os meus vinte e um anos, mais ou menos, mas sentia que isso não fazia parte de mim, que não era eu, que tinha alguma coisa errada. Depois de um mês que fiz a escova progressiva, resolvi cortar o cabelo, bem curto, deixando apenas alguns centímetros para usar tranças. Usei tranças por alguns anos e desde então nunca mais passei nenhum produto químico que pudesse alterar a estrutura natural do meu cabelo. Dia após dia ele foi crescendo e tomando forma. Ali sim descobri que era isso que eu gostava, que isso sim era eu. Descobri que meu cabelo era lindo, pois até então nunca soube realmente como era meu cabelo. Infelizmente muitas crianças ainda não sabem e crescem acreditando que seu cabelo é feio e ruim. Eu amo meu black, amo amarrar, fazer puff, colocar florzinha, usar turbante, amo ele do jeito que é! Naturalmente lindo!

MBP: Quais são os teus produtos favoritos?
DK: Olha, estou usando e amando no momento o GGelatina da Capicilin aliado ao Seda cachos comportados creme para pentear. Para lavar uso o Garnier Óleos Essenciais e condicionador o Seda revitalização e reposição de massa ([risos] "mó" mistureba!). Para hidratar o Elsève reparação total 5. Meus cachos adoraram e estão super hidratados!

MBP: Como você prepara o cabelo pros turbantes e quais cuidados toma com ele na hora de fazê-los?
DK: Faço umectação com óleo de coco e óleo de abacate. Quando uso turbante fico atenta ao tecido. Se for muito pesado e for feito muito apertado pode quebrar o cabelo, então costumo comprar tecidos leves e finos, que ficam bem no cabelo. Sempre faço turbantes com o cabelo seco e às vezes, antes de fazer o turbante, faço um amarração como puff com uma meia fina que prende o cabelo sem quebrar.

MBP: Onde você constuma comprar os panos pros turbantes?
DK: Não tenho nenhuma loja em especial, pois eu olho, vejo a estampa, gosto e compro. Tem bastante lojas de tecidos na região do Brás e Bom retiro em SP, mas já comprei echarpes (que também faço de turbante) de vendedores de rua, que montam a barraquinha em frente ao metrô e estações de trem! [risos]

MBP: Pra finalizar: define pra gente a importância de ser crespa.
DK: Bem, ser crespa para mim é tudo! Amo a originalidade que o cabelo traz e diversidade que eu tenho com o cabelo natural. São infinitas as possibilidades que eu tenho para usá-lo. E não é só isso, é a forma de bater de frente com aquilo que a sociedade quer que a gente seja, é mostrar que o negro com cabelo natural é lindo, diferente daquilo que nos ensinam quando somos crianças. Ser natural é um estilo de vida, é originalidade e beleza que Deus nos deu, e deve sempre ser mostrada, sem medo. Somos lindas!

   Viram como ela é "a gente"? Linda! O prímeiro vídeo está aqui abaixo. Aproveitem, Meninas! Beijos e força no afro.




This entry was posted on 13/09/12 and is filed under ,,,,,,,,,,,,,,. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

Leave a Reply

Obrigada por comentar!